quarta-feira, 26 de junho de 2013

Quem Quer Ser o Síndico?


            É difícil!
            No Edifício!
            Alguém querer ser o Síndico!

            Nas reuniões para tomadas de decisões
nem sempre todos aparecem,
na verdade quase ninguém aparece!

            E assim que se elege alguém
pra ser o síndico
logo os problemas aparecem!

            É reclamação do latido do cachorro!
            É o elevador!
            O zelador!
            O porteiro e o Faxineiro!

            Todos têm algo a dizer,
e assim que o síndico assume
todos já acham que ele vai ter de fazer!
           
            É arrumar infiltração!
            Consertar o portão!
            Colher o lixo, um dia sim outro não!

            E assim vai indo e vindo...
            E o síndico é ladrão!
            Na próxima reunião a gente tira ele!

            Mas quem quer o cargo e assumir os problemas?
            Resolver tudo é um dilema!
            E novamente o mesmo síndico
ou o anterior é que vai resolver
tudo que ninguém tem tempo pra fazer!

            Então! Quem sabe o que fazer?
            Será que é assim que vamos resolver?

            Desde que o homem começou a viver em cidades a história é sempre a mesma, se elege um rei, mas os reis enriquecem, ou até mesmo um imperador, um ministro, senador, presidente... E assim a gente vai levando sempre desconfiando, e o que parece ser o mais moderno “A DEMOCRACIA” nem sempre é o meio mais certo, mas por falta de algo melhor, pelo menos este sistema não é o pior!

            Bom! Na realidade qualquer sistema de governo pode funcionar desde que o homem (digo homem no sentido da raça humana) não seja vencido pela corrupção e avareza como podemos ver no artigo: A Vil Violência! http://reflexhuman.blogspot.com.br/2009/01/vil-violncia.html esta forma de ser, o ser com censo ainda é a forma mais humana que podemos ter, mas como dizem: Ninguém é Perfeito!

            Porém como podemos ver não é fácil viver com as imperfeições.

            Reis cruéis e ditadores já foram depostos, alguns perderam a cabeça, desde a Queda do Império Romano, da Bastilha, dos ditadores e até do Socialismo que ainda insisti em querer dar certo, todos os povos se pronunciam contra o mal que não é o poder e nem o síndico e sim a falta de soluções dos nossos problemas e que levaram o homem a se rebelar e querer agir pra que os males causados pela vida em sociedade tenham soluções.

            Aqui no Brasil tivemos e ainda estamos tendo um destes levantes, dizem que o povo acordou, mas o que despertou o povo desta vez não foi às velhas desculpas da dureza e da frieza do mercado econômico, não foi à inflação e nem somente os 20 centavos de aumento da passagem de ônibus e sim a revolta por ver que o governo é sim muito capaz de resolver as coisas, afinal resolveram que tínhamos que construir estádios e mais estádios e até vila Olímpica!

            Tudo isso só demonstrou ao povo que dinheiro tem pra resolver os problemas, afinal pagamos um dos mais altos condôminos do mundo, só pra viver aqui nesta terra onde se plantando tudo dá, onde banqueiros e fazendeiros e reinados Multinacionais cada vez mais refaçam os antigos domínios dos senhores feudais através de financiamento de campanhas para eleger um simples síndico.

            O mais bizarro da chamada Democracia é que grupos de moradores se reúnem numa única chapa e outros moradores fazem o mesmo e se postam como sendo contrario ao primeiro grupo e outros grupos também se formam e cada grupo arrecada milhões de reais só pra eleger o representante de sua chapa pra ganhar pouco mais que oito mil reais.

            É claro que neste imenso condomínio, chamado Brasil, só um síndico não resolve e nem consegue fazer tudo sozinho, ele precisa de outras pessoas e por mais estranho que pareça o síndico acaba distribuindo cargos de confiança aos seus rivais de chapa que também arrecadaram dinheiro dos banqueiros, fazendeiros, Multinacionais e Cia. Para defender os interesses dos mesmos e assim o império contra ataca os moradores, fazendo com que estes paguem de volta e com lucros, juros e muitas correções monetárias o dinheiro gasto na eleição do síndico e seus aliados, e assim todos acabam pagando mais caro o conserto e a manutenção do condomínio e enquanto todos os vassalos reclamam dos gastos e do pouco retorno dos benefícios que deveriam ter os novos senhores do feudo inventam de criar grandes áreas de lazer e recreação colocando os vassalos para disputarem em competições e títulos de campeões que só servem para acrescentar aos vassalos o espetáculo de circo que vai ajudar os Feudalistas a criar mais produtos de consumo e enquanto os vassalos pagam oito reais num cachorro quente, os senhores do Feudo sobem mais um andar, e se colocam acima de todos, em suas coberturas somente pelo seu bom relacionamento com o síndico e mesmo que este seja “ladrão mais faz” nunca irá fazer pelo bem de todos, pois quando se rouba é por que de alguém se tirou algo que lhe pertencia!
           

            Assim como uma boa administração de um condomínio, um país precisa de um bom síndico que só poderá sair do meio dos próprios moradores, que precisavam mesmo descer de seus apartamentos saírem de seu conforto e irem para reunião, como todo mundo decidiu descer ao mesmo tempo as ruas ficaram lotadas de moradores, mas é preciso despertar também para um bom relacionamento com os vizinhos, moradores com boa educação não precisam ter faculdade ou passar anos em uma escola, para isso só precisam mesmo é saber respeitar o seu próximo, colaborar com a limpeza, saber consumir bem o que sua saúde necessita e dizer não aos produtos de consumo criados por Multinacionais e fazendeiros, que só se interessam em produzi-los, para que os moradores consumam mais, sem se importar se é melhor para saúde ou não, pois são tantos os vassalos, se reproduzem tão rápido que uma taxa de mortalidade é aceitável, tanto por falta de saúde como aqueles que são mortos por crimes e acidentes. Nós precisamos mesmo acordar desse sonho sem fim de que ninguém é perfeito, mas pelo menos vamos tentar viver melhor com a perfeição em nosso ser para que algum ser entre nós seja O SÍNDICO.

Olha que bonitinho este produto que os auxiliares do síndico elaboraram para os vassalos:

Comente com o Facebook: