domingo, 29 de dezembro de 2013

The Best of The Best

 (ON)

            Domingo, 29 de dezembro de 2013
            Mais um ano que começa
            E todos estão fazendo promessas
            De que tudo vai mudar
            Da alegria a chegar
            E do melhor acontecer

            Em meio a tantas coisas pra viver
            Qual é a melhor pra você?

            Estamos sempre em busca do melhor: o melhor emprego, o melhor relacionamento, as melhores condições de pagamento, o melhor lugar para morar, o melhor caminho... Em meio a tanta diversidade será que todos conseguem encontrar o melhor?

            Encontrar algo melhor quer dizer que encontramos algo superior ao que já tínhamos algo mais elevado é como ter algo bom e depois querer algo + bom ainda!

            Como um atleta que esta sempre procurando “melhorar” os seus resultados, buscar o melhor é avançar em busca de algo + e há sempre algo + a ser encontrado, conquistado, evoluído... Isso não significa que algo anterior era algo ruim, e sim que era menor ou que era algo que não satisfazia totalmente, melhorar então, seja o que for é acrescer para um bem maior, superior ou mais elevado, o que tínhamos antes pode ser melhorado ou acrescido, então trocar seja o que for, não quer dizer que estamos melhorando e sim desprezando o que temos para ter algo superior!

            É muito fácil fazer isso com objetos, mas será que podemos fazer isso com seres vivos?

            - Você pode trocar o seu cachorro por um cachorro melhor?

            Um filho, por um filho melhor, uma família por uma família melhor... Nós não conseguimos fazer isso com seres vivos por que seja bom ou ruim, melhor ou pior nossas relações com os seres estão em volto de sentimentos, lembranças de carinho e de apego, de vivência e de convivência, mas no mundo moderno que temos hoje não podemos nos apegar as coisas pois sempre há uma coisa melhor no futuro, se você tem hoje o melhor celular de todos os tempos daqui seis meses ele já não é o melhor, então aprendemos que se não é + bom e assim podemos descartar! Muitas pessoas compram um carro por ele ter uma “melhor” avaliação de mercado, mas se você quiser ter outro futuramente mesmo ele ainda sendo bom você pode ter outro ainda melhor.

            É muito fácil fazer isso com objetos e com toda a modernidade,  e algo moderno nada mais é do que o momento atual, indo em constante avanço para melhor podemos sim descartar coisas e ter outras, mas onde está o real valor nas coisas?

            Está no que elas são ou somente no fato de serem melhores?

            É bom lembrar que para tudo que existe o tempo é o que as realizou, foi com o tempo que o homem descobriu a possibilidade de fazer automóveis, celulares, televisores etc. e tudo isso tem evoluído de forma rápida e impressionante, mas por que o tempo possibilitou o homem à evolução de seu próprio conhecimento e com isso a inteligência do homem também tem melhorado, mas com um detalhe:

            Melhorado para construir coisas, formar atletas melhores, mais saudáveis e fortes enquanto nós mesmos olhamos uns para os outros e qualificamos este ou aquele ser como sendo o melhor!!!

            Agora! Como descartar os que não são?

            E o que nós fazemos para que o outro ser seja um ser melhor?

            Estamos vivendo num mundo cheio de exigências cada vez maiores e quanto + bom + a certeza de ser o melhor???

            Em 2000 um programa de televisão chamado “No Limite” colocou um grupo de 12 pessoas em um local com mais de 150 mil metros quadrados de dunas, falésias, coqueirais, matas de cajueiros, vegetação rasteira e pequenos desertos, forneciam barreiras naturais para que se testasse a capacidade de sobrevivência dos concorrentes em uma região inóspita. Eram 12 participantes no total, de diferentes idades e capacidades físicas, entre eles estavam à participante Elaine Cristina, uma cabeleireira simples humilde que não tinha lá um porte físico atlético, mas por incrível que pareça o seu controle emocional e sua determinação fez com que ela vencesse o reality show de forma surpreendente derrotando na ultima prova a participante Patrícia Diniz, oito anos mais nova e com porte físico atlético e saudável.

            Isso mostrou pra mim que aquela frase:

            - Que vença os melhores!

            Não é uma regra!

            Não há nada pior no ser humano que buscar amar e adorar somente o melhor.

            Digo isso por que sempre há um melhor e há também aqueles que se saem melhores, mas isso não significa que o melhor sempre vence que há totais garantias que fazem alguém melhor ser vencedor ou pelo fato de parecer melhor vai fazer a pessoa ser feliz.

            Então como saber o que é melhor para nós?

(OFF)

            Deus não joga dados com o Mundo!

            Esta frase acima foi dita por Albert Einstein, que para criticar a física quântica disse isso, por ver nela uma incoerência com a realidade física macroscópica.

            A realidade física na qual vivemos não se parece em nada com a realidade física na escala atômica, ou seja: na escala dos átomos, mas isso por que os átomos estão em movimento há velocidades físicas impressionantes, e consciente disso Albert Einstein elaborou a fórmula matemática mais famosa do mundo: E = M x c2  que significa que a energia (E) é igual a massa (M) multiplicada pela velocidade da luz (c) ao quadrado. Esta fórmula nos diz que a massa e movimento são o mesmo que energia (No artigo: O Universo Passo a Passo, vou esclarecer meu entendimento sobre este assunto de forma mais abrangente) se no mundo dos átomos é impossível determinar a localidade de uma partícula em um determinado espaço de tempo, mas ao tentarmos aproximar, não o mundo dos átomos ao nosso e sim o nosso ao mundo dos átomos podemos criar a seguinte analogia:

            Imagine que para ver o que acontece da janela de um prédio o que se passa na rua você precisasse jogar “bolhas” do tamanho de bolinhas de gude e essas bolhas acertassem um objeto e umas voltassem até você com a informação do objeto que elas tocaram, mesmo que isso ocorresse à velocidade da luz haveria uma discrepância da informação, pois ao tocar um objeto e voltar para você haveria uma perda de tempo entre a informação desejada com a informação adquirida e a informação recebida, isso quer dizer que ao analisar todos os dados haveria perda de informação então ao ver, por exemplo: um carro parado no semáforo e tentar buscar a informação do semáforo se ele está aberto ou fechado e se o carro pode sair haveria falhas na informação adquirida e então não teríamos certeza se o carro parou no momento exato do fechamento do semáforo ou se saiu exatamente no mesmo instante em que ele abriu.

            A perda da informação pode ser comparada a perda da energia que foi consumida pelas “bolhas” então para termos a informação correta temos que consumir “energia” e isto quer dizer que consumimos a massa da própria informação desejada. Matematicamente ficaria assim então:

            M = E/c2  

            Ou seja:

            Só temos a informação se interagirmos com a própria informação, fornecemos então um pouco da nossa energia e recebemos de volta a energia de outras massas.

            Bem o que isso tem haver com o assunto?

            Não é possível ter uma “melhor” informação dos fatos ou dos acontecimentos se não nos dermos parte de nós para os mesmos fatos ou acontecimentos e nessa interação não há como saber se há uma certeza absoluta de qual foi à ação tomada seja da abertura do semáforo ou do momento de parada ou saída do veiculo e se esta interação foi a melhor. O que vem a dizer que ‘Deus não joga dados’ pois no ato de jogar você já forneceu parte de sua energia para observar e ter um resultado daí em diante esta interação de toda massa em movimento é igual à energia empregada para o mesmo. A velocidade dos fatos c2 tratasse da estrutura dinâmica de todo Universo, que vou tornar ao assunto no artigo Universo Passo a Passo que abordarei mais adiante.

(Power)

            Estamos em um Universo aparentemente infinito, com tempo infinito, espaço infinito e cheio de possibilidades infinitas.

            Agora imagine que há também um infinito de coisas melhores, de situações melhores, de fatos melhores, de pessoas melhores, de relações melhores, de filhos melhores, de vidas melhores, de empregos melhores e de convivências melhores... Será que alguém em todo o Universo pode definir em seu lugar o que é o melhor pra você?

            Logicamente que NÃO!

            Pois não há limites!
           
            E se não há limites só há uma única forma de definir o que é melhor!

            Jogar os dados!

            O resultado seja ele qual for e também pode ser o resultado que não é o melhor, pois como vemos o melhor se encontra no infinito e se você está vivendo agora e fazendo o seu agora seja este seu agora bom ou ruim, melhor ou pior este é o momento que você tem para interagir com todo o Universo e faça o que você fazer, escolha o que você escolher não espere em tudo somente o melhor, pois neste jogo a cada momento e a cada segundo há sempre um infinito de possibilidades há sua escolha e mesmo que você não escolha o fato de não escolher já é + uma escolha.

            Então não pense que o amor da sua vida vai ser aquele que é o melhor pra você!
                       
            Entre sete bilhões de pessoas no mundo inteiro todas ficassem esperando pra ter somente o melhor vai ter de esperar pelo infinito, pois o melhor está sempre no além do agora e é no agora que temos que ter a nossa existência.

            Se todos nós esperarmos para amar somente o melhor cada um de nós vai ter de esperar por um Deus em sua vida.

            Então ame o que você tem agora pra amar, viva o que você tem agora pra viver e pare de sonhar com a vontade de um Deus porque este tem o infinito pra ficar jogando dados e você esta dentro deste Universo ‘agora’ dentro de um limite de espaço e de tempo e neste limite seja qual for o resultado dos fatos será sempre de fato o resultado de sua interação com toda esta massa do Universo, então invista sua energia neste entrelaçamento do seu agora com o que será pra sempre! Vá viver e vá amar de verdade, não porque é o melhor e sim porque a maquina que você tem agora, seu corpo seu físico é a única maquina que você não pode descartar para ter outra melhor, portanto o melhor já está em você.


Comente com o Facebook: