domingo, 9 de março de 2014

Só Jesus Cristo é o senhor!

Só Jesus Cristo é o senhor!

O que será mesmo que isso quer dizer?

            Existem duas ciências na linguística que são ciências que se completam, uma delas é a etimologia!

            A Etimologia trata-se do estudo da origem das palavras e seus significados através dos elementos que as constituem, mostra também que algumas palavras são derivadas de outras palavras, étimo deriva do grego e significa verdadeiro e logos vem de tratado, ciência.

            Já a semântica, trata dos significados e as interpretações que usamos para expressar através da linguagem algum sentido lógico, preciso, onde se procura passar através de variações dentro de uma mesma palavra sentidos diferentes como, por exemplo:

                        Ela é muda!
                        Ela muda de casa com freqüência!
                        Esta muda já está na hora de ser plantada definitivamente!

            Existem outras variações no estudo da lingüística que incluem formação de sintaxe e outras formas conceituais de grande necessidade para que através de uma lógica aplicada possa estabelecer um sentido que deve ser passado as pessoas sem que haja perda da informação gerada e com isso a estrutura lógica permaneça capaz de transmitir um conceito sem que haja perda de sua estrutura formada por este processo.

            Bem, não sou professor de português e posso até cometer vários erros na hora de escrever e até mesmo na hora de falar, mas sempre me intrigou certas palavras ditas por religiosos e sempre fiquei pensando em qual seria mesmo a estrutura lógica apresentada em tal frase!

            O titulo deste artigo, por exemplo, qual é a lógica que se apresenta com ele?

            Vamos tentar analisar palavra por palavra e ver o que podemos entender desta frase:

                                   Só: significa aquele que é sozinho, que não tem outro igual, solitário e único.
                                   Jesus: No artigo: Jesus! Quem foi e quando voltará! Vemos que o nome original desta pessoa não era este, mas o que este nome representa se refere ao que esta pessoa representou na história. (http://reflexhuman.blogspot.com/2013/12/jesus-quem-foi-e-quando-voltara.html) pode ter seu sentido semântico.
                                   Cristo: é um apelido dado a Jesus e significa "ungido", bem ouve varias mudanças até chegarmos a este ponto, mas o sentido etimológico do ser que é ungido é aquele que foi untado com um óleo... uma forma de consagrar o ser que recebe, semanticamente falando é o ser que tem uma proteção divina, um ser consagrado as divindades.
                                   Senhor: Pela semântica a palavra senhor se refere a alguém que merece o devido respeito, alguém de posse ou com autoridade, também se refere a pai como sendo o senhor de sua casa, o marido ou até mesmo o líder de um grupo, etimologicamente a palavra do hebraico vem de Baal que era o nome de um ídolo cultuado pelos pagãos judaicos com o qual os hebreus freqüentemente adulteravam, como sendo este o substituto do Deus único, no entanto a compreensão da palavra neste sentido foi sendo transformado no sentido que temos agora.

            Jesus em sua própria concepção se dizia ser a verdade em vida ou a verdade e a vida como tendo ambas (verdade e vida) as mesmas funções, então ao falar em Jesus podemos considerar que estamos falando do ser verdadeiro, ou tão somente a própria verdade.

            Sendo assim podemos entender da seguinte forma a mesma frase:

    Só Jesus Cristo é o senhor! Como sendo:
       
           
            Somente a consagrada Verdade é a autoridade! Ou:

            Só a verdade que consagramos sobre nós deve ser respeitada! Ou até mesmo:

            Só a vida verdadeira é a consagrada dona de nosso ser!...
            Enfim há varias formas de traduzir a mesma frase juntando a esta seu próprio sentido etimológico e semântico através dos tempos e encontrarmos com isso varias formas verdadeiras e filosóficas que podem exercer grandes influencias sobre nossas vidas.
            Outras frases podem ser mais bem entendidas com base em estudos etimológicos e semânticos como:



            Glória a Deus! Pode ser entendido como:

            Poder a Deus! Ou:
            Poder há na Onisciência!
            Poder há na Onipresença!
            Força há na Onipotência!

            Aleluia! É o mesmo que louvar, que é o mesmo que dizer: Falem bem, elogiem, admirem, cumprimentem... Pois a verdade é a vida e não há outra forma melhor de se viver quando a mente faz e age de forma lógica e coerente com o que realmente arde em nosso coração e só assim teremos uma vida verdadeira e admirável por fazermos parte desta imensa força que é a ciência em todos os lugares e ciência nada mais é do que saber com exatidão e clareza e quando vivemos claramente o amor vivo em nós então não há outro resultado a não ser exatamente o que queremos, mas é preciso tomar muito cuidado com o amor, pois até um assassino pode amar o que faz, uma pessoa que mente pode criar um forte amor pela mentira, alguém que rouba pode se apegar ao desejo de roubar... Enfim muitos males podem existir ao amor sem governo, ao desejo sem direção, e como já dizia Renato Russo no final de sua musica perfeição:

           
                        Venha meu coração está com pressa
                        Quando a esperança está dispersa
                        Só a verdade me liberta
                        Chega de maldade e ilusão
                        Venha, o amor tem sempre a porta aberta
                        E vem chegando à primavera
                        Nosso futuro recomeça:
                        Venha, que o que vem é perfeição
Perfeição

            E não existe perfeição maior do que o amor em Cristo Jesus!

Melhor dizendo:

            Não existe perfeição maior do que o verdadeiro querer (amor) em estar ungido (consagrado) pela própria verdade que trilhamos a cada momento através do nosso existir!

                                               E amor! É simplesmente o querer bem, mais tão bem que somos capazes de se doar aos desejos do outro pelo simples fato de que quando damos felicidade recebemos o mesmo em troco!


Só lançando luz sobre a escuridão é que podemos de fato dar a emoção a razão que merece.
           

            

Comente com o Facebook: